sábado, 5 de setembro de 2009

Transpassado


Amores Incontroláveis...
Perpassando-me como setas em fogo!
Como tentei esquivar-me de cada uma delas!
Mas com esta dor em meu peito...Não fui tão rápido


Alma crivada por completo!
Transpassado na mais profunda das dores...
Ainda assim amores?
O amor? Talvez seja demonio afinal?


Arrasado e despedaçado!
Da forma mais sútil e delicada...
Mas não dou viva aos eufemismos...


Se essa dor me invade assim?
Arrancando de mim apenas magoas...
Porque ainda não deixo de amar-te?


Nuwanda...

Nenhum comentário: