segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Essência


Tantas verdades nesta vida
Tantos sonhos, tantas feridas
Chegamos nesse mundo sem nada
E partimos sem os sonhos! Sem alvoradas

E tentamos nos iludir ao infinito
Na verdade do mundo que não necessito...
Esperanças de aprender algo de valor
Ignorância que traz felicidade à dor

E na solidão latente de cada um de nós
Gritamos! Entre tantas outras vidas vazias
Na ilusão que somos algo na derradeira agonia

E aos poucos que puderem ler o que escrevo
Mergulharão nas profundezas do firmamento
Da tão evitada verdade que só carrega sofrimento...


Nuwanda...[Escrevendo para ninguém.]

quinta-feira, 27 de julho de 2017

As vezes


As vezes é preciso dizer eu te amo,
Esquecer o que passou o que se foi.
As vezes é preciso olhar para si,
Perceber a metade que lhe falta.

As vezes é preciso acreditar,
Contra todas as possibilidades.
As vezes é preciso um abraço,
Ouvir o silêncio que o outro nos diz.

Muitos amores são paradoxais,
Antíteses de nós mesmos.
Vorazes! Enlouquecedores...

Pois não há vida sem amor.
Não há amor sem contradição.
No infinito do jardim das estrelas...

Raul...

sábado, 24 de junho de 2017

Pétalas


Amar? Pra quê?
Sentir dor?
Desamor de quem não ama?
Frio e solidão...

Amar? Pra quê?
Se não se ama em troca
Se a medida é a desmedida?
Se ferir, desiludir...

Amar? Pra quê?
Pra viver?
Ou perceber?

Amar:

(...) 

Para responder...
Descobrir o sentido...
Do próprio viver...

Nuwanda. (Ou nao...)

terça-feira, 9 de maio de 2017

Alheio


O amor é uma maldição!
Caótico! Não nos deixa mais pensar...
Toma conta de nossos mais íntimos sonhos
E nos perdemos de nós mesmos...

E gritamos!
E choramos!
Desespero...
Gritos no silêncio.

Qual o sentido dessa vida?
Trabalhar? Acumular bens? Esperar...
Logo não estaremos mais aqui...
E tudo terá sido em vão.

O tempo corre dissonante!
Ponteiros que se arrastam...
E no espelho nos desconhecemos
Estranhos... Apaixonados...

Nuwanda... [cheio/vazio]

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Caminho de dois


Amar é ser o mais egoísta dos homens
Querer! Querer! E querer mais além!
Não se importar com mais nada!
Abraçar! Envolto numa redoma...

E mesmo assim amar é se dar...
Não se importar mais consigo mesmo
E não existem paraísos sem a pessoa que se ama...
É entregar-se totalmente sem medida alguma

Sim! O amor é egoísmo!
Egoísmo louco alucinado!
Que desfigura o sentido da própria vida!

O amor não segue regras...(Nem espera o tempo certo)
O amor não se detém por nada!
Amar... Amar e esperar que se ame em troca...


Nuwanda... [E talvez Deus exista, e todas nossas fantasias mais profundas. Ou não...