quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Recíprocos



Não sou ninguém sem teu abraço!
Me desconheço sem teu amor...
Me contradigo me desfaço...
Tudo é difícil, tudo é dor!

E o que antes era certeza
Torna-se incerto novamente...
Verdades destruídas inexistentes
Onde sem você inexiste clareza

E todo o desejo! Todo o afeto...
Que na presença do teu ser se espalha
E de esperança meu ser torna-se repleto!

E sentimos as mesmas dores!
Cada segundo, cada gesto!
No alçar voo dos condores...

Nuwanda (recíproco)