terça-feira, 12 de junho de 2018

Prosa


O que é a vida senão dor, agonia e morte?
Tudo mais apenas ilusão, ilusão e ilusão...
Não é essa nossa maior busca?
Se iludir, nessa fuga consciente e inconsciente do fim?
Não é o tédio e a apatia as marcas de nosso tempo?
Não é do que se alimenta nosso sistema atual?
Não é assim que somos lançados ao consumo desenfreado?
E planejamos e investimos guardando nossas moedas para o futuro?
As mesmas moedas que permitem vivermos mais e melhor!
Nessa ilusão constante do que chamamos de vida?
Nesse universo indiferente a nossa existência.
Um universo que não conspira para concretizar nenhum de nossos planos
E para essa vida ou Deus ou o nome que você tenha criado.
Não temos propósitos, não somos especiais e todos teremos o mesmo fim.
(...)
Acredite no que quiser,
Tenha fé no que te dá forças,
Que no fim nada fará diferença,
Exceto pra você mesmo...

Raul.