sábado, 2 de agosto de 2008

Solidão


Hoje estou só...

Essa solidão eu quero...

Não me roube este prazer

Se não pode dar o que busco...

Por isso hoje estou só...

Vou andar em meio as estrelas

Elas serão minhas guias!

Arautos da minha solidão

hoje estou só...

Ninguem nas ruas

As sombras me ocultam

Silêncio quebrado por meus passos

Não me pergunte para onde vou

Nem eu mesmo sei...

Hoje ando só...

As estrelas e o luar comigo...

Sigo as batidas de meu coração

É ele de quem tanto me escondo...

Mas hoje não...

Não haverá tristezas

Sigo teu ritmo

Logo caminho acelerado!

Demiurgo de minha existência

Não mais te desapontarei!

Não serei mais o covarde!

Por isso hoje grito só!

É a solidão que busco...


Nuwanda

Nenhum comentário: