sábado, 6 de março de 2010

Jasmim


Quem pode amar nesta vida?
Sentir-se realmente enternecido?
Felicidades que se vão esvaecidas...
Neste dia a dia entristecido...


Mas no teu andar vejo propósitos!
Que diferem dos meus passos que vacilam...
No revoar de teus cabelos tão explícitos!
Atropelando os que ficaram no caminho...



Ouse! Tudo o que te dizem impossível!
Ouse! Atravesse as montanhas que te prendem!
Ouse! Olhar e perceber quem você é de verdade!



Pois, daqui de onde estou,
Vacilante e temeroso,
Vejo alguém que merece muito mais do que sonhou...


.
Nuwanda... À quem admiro...

Nenhum comentário: