terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Máscara


Já não lembro-me mais de teu rosto
A cada dia desaparece um pouco mais
Teus traços...Tua face...Teu olhar...
Já não consigo mais lembrar-me...


E como tenho me esforçado pra te Olhar!
Por mais que corra em desespero!
Não para de afastar-se de mim
Perdendo-se na escuridão...Abra os olhos?


Talvez tenha razão quanto as tantas máscaras
Mas não pode-se negar que essa que vês
Tem-me sido a mesma por vários anos
Já será agora pele?


Tens a coragem de arrancar-lhe?
E ver o que nem eu mesmo ouso desnudar?
Ver que não sobrou nada do que você sequer conheceu?
Encare! O vazio que sou agora...


Nuwanda... Quando escrever deveria ser uma terapia?

Nenhum comentário: