terça-feira, 2 de setembro de 2008

Me veja!


Existe um desafio para mim
Fazer você me ver
Não como todos me vêem
Não como eu me vejo...
Mas ver como eu quero ser!



Alma injuriada
Que não se aquieta!
Que pondera demais sobre tudo!
Que deixa de viver...
Arrogante demais na maioria das vezes!



Me veja como o herói!
Como teu porto seguro!
Como aquele que os defeitos não importam!
Que meus poemas tolos sejam teus versos!
Que minhas palavras te toquem a alma...



Assim desta forma...
Você vai me ver como eu te vejo!
E só eu te vejo assim...
Como você é de verdade!
Sou vidente de você e de mim...



Nuwanda





Nenhum comentário: